Sobre

Sonia Gibim nasceu em Rolândia e foi criada no distrito de São Martinho, onde cursou o primário e o ginasial na Escola Dr. Lauro Portugal Tavares.

Cursou Técnico em Contabilidade em Rolândia no Colégio “Antenor Ferri”.

Casou-se em 1979 e durante muitos anos se dedicou à família e se tornou costureira.

A Arte de um modo geral norteou sua vida, pois a costura foi inspirada pela sua mãe, a música pelo pai, a dança clássica pela filha, e as artes plásticas e gráficas pelo filho.

Todas estas referências à fez passear pelos mesmos caminhos artísticos, pois cantou no coral da “Casa Espírita Maria de Nazaré”, costurou fantasias para Escolas de Ballet, para peças teatrais, e circulou pelas salas de aulas de artes plásticas, assistiu a aprendeu o que é diagramação, editoração, enfim, aproveitou e pegou carona nos conhecimentos dos seus entes amados.

Criada num local pequeno, sem muitas alternativas culturais, Sonia Gibim leu o que existia para ler na biblioteca da escola até o dia que olhou na última prateleira e viu “Camões”.

Diante da negativa da secretária dizendo:” Não pegue pois você só tem 12 anos e não vai entender”, ainda insistiu e de fato, nada entendeu.

A leitura, que virou um vício, e a sede de aprender foram o que à fez autodidata em Genealogia.

Buscando pela própria árvore genealógica, Sonia aprendeu o ofício que há 15 anos tem como profissão.

Em 2010, resolveu fazer o curso de Direito, sempre estimulada pelos filhos e amigos.

Hoje, bacharel em Direito, agrega o conhecimento jurídico na prática para qualificar ainda mais o seu trabalho.

Nestes anos todos de buscas em Cartórios, Igrejas, Museus, Universidades, conseguiu uma rica bagagem de experiência necessária para ajudar a todos que buscam por sua genealogia, pelo prazer de conhecer sua história familiar e principalmente para aqueles que buscam por sua documentação com o objetivo de obter a cidadania italiana.

Com o perfil daqueles que se jogam por inteiro em tudo que faz, e apaixonada por toda causa e objetivo que abraça, Sonia Gibim hoje trabalha para pessoas que se encontram em toda parte, seja no Brasil ou fora dele.

A qualidade do seu trabalho foi se espalhando e hoje seu nome é conhecido por onde se fala em busca de documentos para a cidadania italiana.

E com este conhecimento, ela também desenvolveu a capacidade, raciocínio e obteve meios pelos quais muitos a procuram para encontrar pessoas desaparecidas e já obteve muitos êxitos neste trabalho também.

Hoje, possui uma equipe capacitada que a auxilia em todas as fases destas buscas e também dando consultoria para a cidadania italiana, desde as buscas até a assessoria na Itália.

Leva como filosofia de vida alguns ditos populares “Deus ajuda quem cedo madruga”, “Desistir jamais!”, ‘Eu posso!”, “Eu consigo!”, e nunca deixar de buscar conhecimento.

Há uma frase ouvida em seu escritório por clientes que a procuram pela primeira vez: “Quem indicou seu nome me disse que se você não encontrar meu documento, eu devo desistir.”.

Outra frase importante e que ela deve o seu conhecimento: “Fale menos para aprender mais”.